porto velho - ro, 12 Setembro 2019 09:41:55
    Plantão de Polícia

    Suspeito de matar desafeto se entrega a Polícia

    O acusado alega legitima defesa e acredita que Jeisson pode tê-lo confundido com outra pessoa.

    A- A+

    Publicado: 19/06/2019 às 15h49min

    O mestre de obras Ednaldo Gil Damasceno, 38 anos, se apresentou na Delegacia de Homicídios de Porto Velho nesta segunda-feira (17), acompanhado de um advogado, e confessou ter matado com um golpe de faca Jeisson da Silva Lima, 22 anos, em frente à sua casa no Bairro Esperança da Comunidade, Zona Leste da Capital, ele disse que esfaqueou a vítima para se defender.

    Segundo Ednaldo contou para o delegado Sandro Moura, no dia do crime ele estava chegando em casa quando foi abordado por dois homens em um gol vermelho, em seguida chegou Jeisson em uma motocicleta, “Eu pensava que era um assalto porque estava com dinheiro no bolso”, disse.

    Ainda segundo relatos de Ednaldo, Jeisson desceu da motocicleta com o capacete não mão e desferiu várias pancadas em sua cabeça. Ele correu para dentro de casa, se armou com uma faca e quando Jeisson retornou para agredi-lo mais uma vez, o acusado desferiu um golpe de faca na barriga da vítima.

    Após efetuar a facada, Ednaldo fugiu com a ajuda de um amigo em uma motocicleta e ficou escondido em um sítio, Jeisson chegou a ser socorrido até o Pronto Socorro João Paulo II, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

    O acusado alega legitima defesa e acredita que Jeisson pode tê-lo confundido com outra pessoa, ele disse ainda que a vítima o teria ameaçado de morte durante as agressões, nesse dia, Jeisson estava ingerindo bebida alcoólica com amigos em um bar na Avenida Mamoré.

    CONFIRA A REPORTAGEM NA INTEGRA:



    Escreva um comentário