Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO

Marcelo Freire

opinião

Publicado: 14/04/2017 às 08h10min | Atualizado 15/04/2017 às 17h12min

A- A+

Rondônia resiste à crise econômica e política

Rondônia de fato hoje enfrenta uma realidade bem diferente em relação a outros Estados impactados em decorrência de dívidas

O Estado de Rondônia, mais uma vez, desbancou os demais Estados da federação com o crescimento do setor de serviço no mês de fevereiro, conforme apontou estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgada na última quarta-feira. Apesar de todo o escândalo de corrupção e delações premiadas impactando diretamente a economia brasileira, o Brasil ainda consegue superar a crise e demonstra que tem fôlego na superação de momento de dificuldade.

Em relação aos resultados regionais do setor de serviços em fevereiro frente a janeiro (série com ajuste), de acordo com o IBGE, os maiores crescimentos de volume se deram em Rondônia (9,1%), Mato Grosso (8,5%) e Acre (2,5%). As maiores quedas foram observadas no Ceará (-9,8%), Espírito Santo (-5,3%) e Pernambuco (-5,2%). A região enfrenta uma das piores crises hídricas da história, comprometendo o crescimento da economia na região.

Enquanto o Brasil sofria com grande abalo da operação “Carne Fraca”, deflagrada pela Polícia Federal no início do mês, Rondônia embarcava pelo porto alfandegário da Receita Federal, em Porto Velho, mais de 200 toneladas de carne para novos mercados. Já o governo do Rio liquidava a primeira parcela do salário de dezembro do funcionalismo público estadual, o governo do Estado preparava a embarcação de mais de 200 toneladas de carne para o Egito.

Rondônia de fato hoje enfrenta uma realidade bem diferente em relação a outros Estados impactados em decorrência de dívidas. A salvação da economia é a liberação de recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) que começa a movimentar a economia dos pequenos municípios. A queda da taxa de juros, também anunciada pelo Governo Federal durante a semana, garante um fôlego na economia e abre oportunidade para o desempregado montar o próprio negócio.

O estado de Rondônia, de acordo com as projeções da Caixa Econômica Federal (CEF) deve injetar mais de R$ 190 milhões na economia. Os beneficiários, conforme apontou pesquisa realizada pelo Diário, vai aproveitar o saldo do benefício para investir no próprio negócio e pagar dívidas. Em Rondônia são mais de 230 mil pessoas que receberão os recursos.

O Brasil corre o risco de não avançar economicamente este ano em função das denúncias da operação Lava Jato, mas o setor de serviço pode ajudar a recuperar a economia brasileira.


Escreva um comentário

Arquivos de opiniões