porto velho - ro, 12 Novembro 2019 23:29:19
    Rádio Alvorada

    Professor ensina educadores a cuidar do físico dos autistas

    Segundo o professor Carmo, as vezes a criança autista não tem consciência corporal, não tem o tônus muscular adequado

    A- A+

    Publicado: 27/05/2019 às 08h13min

    Educação Física Adaptada – Universo de Possibilidades. Esse é tema da palestra ministrada na manhã desta sexta-feira, 24, no Auditório da Semed, pelo professor de Educação Física Adaptada Daniel Carmo, do Rio de Janeiro, RJ. O professor, formado pela Universidade Estácio de Sá, está em Ji-Paraná desde o início da semana desenvolvendo atividades físicas com alunos, pais e profissionais do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo – CMAEE Autismo. Continuar lendo

    A convite da Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Educação – Semed, o professor Daniel veio a Rondônia pela primeira vez para ministrar capacitações voltadas ao desenvolvimento motor das crianças autistas. Na programação, depois de observação minuciosa dos alunos do Centro, atividades envolvendo práticas de natação especial, estimulação motora na Sala Motora para as crianças menores e na quadra esportiva para os maiores.

    “O objetivo é trabalhar a viabilidade de desenvolvimento integral da pessoa com autismo, sempre pensando no processo de inclusão, pois a ideia é que elas sejam independentes funcionais no aspecto motor, cognitivo, social e emocional dando continuidade ao processo de inclusão desenvolvido aqui no Centro”, explicou Daniel.

    Segundo o professor Carmo, as vezes a criança autista não tem consciência corporal, não tem o tônus muscular adequado para determinado movimento, portanto, as atividades propostas dentro da educação física adaptada são sempre lúdicas e ricas em motivação para que a criança se engaje na atividade e dê continuidade também fora do Centro, em outro ambientes.

    Na palestra, Daniel do Carmo expôs a teoria do que foi aplicado nas atividades do Centro de Autismo para todos os professores de educação física da Rede Municipal de Ensino e para professores convidados da Rede Estadual, além de inscritos de mais três municípios, profissionais do Centro de Autismo e até alguns pais que queriam aprender mais sobre a educação física adaptada para crianças autistas.

    Grata surpresa

    “É a minha primeira vez em Rondônia e fiquei realmente surpreso com o Centro de Autismo de Ji-Paraná, fiquei encantado com as instalações, com a estrutura, não só a estrutura física, mas com a estrutura profissional, o que acabou por facilitar meu trabalho pois a equipe já está engajada há muito tempo e minha função aqui foi somente dar subsídios de elementos relacionados à prática esportiva”, ressaltou o professor Daniel.

    Para Dalva Rosa da Silva Paiva Maria, diretora do Centro de Autismo, o trabalho de Daniel veio trazer novas atividades e capacitação para os profissionais do CMAEE Autismo.

    “O professor Daniel tem experiência especifica em autismo, o que nos dá chance de desenvolvermos melhor nosso trabalho. Os pais estão gostando muito, porque ele convida os pais a participarem das atividades esportivas e explica a função e a importância de cada uma delas”, disse Dalva.

    “Foi a primeira vez que o meu filho entrou na piscina. Ele tinha medo de entrar na piscina. Eu fiquei muito emocionada porque estamos aqui no Centro desde o começo do ano e as atividades que são realizadas aqui têm ajudado muito no desenvolvimento do meu filho. As atividades foram muito diversificadas e teve muita interação entre os profissionais, os pais e as crianças”, finalizou Paula Faria, mãe do Caio de Souza, de apenas 3 anos de idade.



    Deixe o seu comentário