Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO
Esporte

Prefeitura investe em ginástica laboral nas Unidades Básicas

Segundo a profissional de educação física Marcela Inácio da Silva, o projeto foi criado em outubro

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 24/01/2019 às 11h40min

Se preferir, ouça a versão em áudio
0:00/ 0:00

Servidores das Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão participando do projeto Vida Saudável no Trabalho, organizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e Academias de Saúde do Município de Ji-Paraná.

Uma vez por semana todas as UBS recebem uma educadora física para realizar atividades de ginástica laboral. O objetivo da série de exercícios é integrar os servidores e pacientes durante 15 minutos, e prevenir lesões causadas por esforço repetitivo e doenças ocupacionais.

A Ginástica Laboral é um investimento com baixo custo, pois ajuda a diminuir as faltas no trabalho por questões de saúde, aumenta a produtividade e tem uma maior integração dos colaboradores. Continuar lendo

Segundo a profissional de educação física Marcela Inácio da Silva, o projeto foi criado em outubro com o objetivo de reduzir o estresse por causa da correria do dia a dia no trabalho, principalmente para os servidores da saúde.

“Percebemos melhoras visíveis como diminuição de queixa de dores, principalmente nas costas. Esta era a principal reclamação entre os servidores. Melhorou a flexibilidade, diminuiu o estresse e vimos melhora em relação a convivência interpessoal. Essa mudança considero fundamental, pois tem refletido positivamente até no atendimento aos pacientes”, citou a profissional Marcela.

Além do Projeto Vida Saudável no Trabalho, a Semusa mantém grupos de exercícios com idosos nas Academias municipais de saúde, do bairro Jardim dos Migrantes e BNH. As atividades físicas são oferecidas por profissionais como fisioterapeuta e educador físico duas vezes por semana em cada unidade.

Segundo o fisioterapeuta do Núcleo de Apoio a Saúde da Família, o Nasf, Alan Heringer Silva, os idosos são acompanhados pelos médicos do Núcleo sempre que é necessário. Uma vez por ano são realizados exames como o eletrocardiograma para verificar se tem alguma alteração cardíaca. Caso o médico identifique alguma coisa, o paciente é encaminhado ao cardiologista.

“Eles recebem atendimento de uma equipe de saúde como fisioterapeuta, médico, nutricionista e psicólogo. Com esse trabalho integrado, percebemos que esses idosos têm adquirido uma vida mais saudável. Eles realizam alongamento, atividades físicas de leve a moderada intensidade, onde proporciona melhor aporte sanguíneo, flexibilidade, equilíbrio, controle de pressão e diabetes”, finalizou o fisioterapeuta.


Escreva um comentário