porto velho - ro, 15 Setembro 2019 20:12:15

    O conceito de networking e as ideias errôneas a seu respeito

    Definitivamente a criação de uma rede de contatos não é passar uma lábia de vendedor. Erroneamente alguns profissionais encaram esta..

    A- A+

    Publicado: 27/02/2017 às 06h55min | Atualizado 27/02/2017 às 15h12min

    Definitivamente a criação de uma rede de contatos não é passar uma lábia de vendedor. Erroneamente alguns profissionais encaram esta atividade como o início de um processo de venda, e esse é o erro mais comum que as pessoas cometem ao criar suas redes de contato. Eu mesmo já cometi este erro.

    A criação de uma rede de contatos dá-se ao estabelecer-se sólidas relações que serão trabalhadas posteriormente. Através deste passo surgirão oportunidades e não delas diretamente.

    “As pessoas em eventos de networking normalmente não querem encontrar alguns profissionais, e estabelecer contatos com eles, pois estes apresentam uma tendência de tentarem persuadi-las a adquirir seus serviços. Essa é a razão para muitos profissionais algumas vezes acharem esse tipo de evento inóspito”, diz Andy Lopata, coautor de “… And Death Carne Third”.

    As pessoas não se tornam mais agradáveis quando não existe a intenção de vender algo a elas? O networking é uma das habilidades mais “mal-entendidas” que os profissionais de hoje em dia precisam ter para obter sucesso em suas carreiras e negócios. A atividade de networking portanto NÃO É:

    – O início de um processo de vendas;
    – Um bate-papo íntimo e agradável;
    – Não se trata exclusivamente de conhecer novas pessoas ou estabelecer contatos em um ambiente estranho.

    Percebo que muitas pessoas iniciam de modo reativo a trabalhar sua rede de contatos quando precisam de algo urgentemente como, por exemplo, novos clientes, um novo emprego ou oportunidade de trabalho. Infelizmente pode ser muito tarde. Para a criação de uma rede de contatos eficaz, deve-se manter relações sólidas e de confiança, e confiança só vem com o tempo, portanto precisa-se nutrir e cultivar a rede de contatos de modo proativo bem antes de se utilizar dela.

    Criar uma rede de contatos eficaz levará tempo e é necessário encontrar o nível exato de networking de acordo com nossa realidade pessoal. Combinar networking on-line com a “face a face” pode ser uma alternativa viável. Porém, estar presente e conversar com outras pessoas, seja pessoalmente ou à distância, é que determinará sua efetividade.

    Mídias sociais como LinkedIn e o Facebook podem ser uma excelente alternativa, mas sem conteúdo e atenção do proprietário podem ser um desserviço, principalmente se não atentarmos a alguns fatores complementares…

    Para complementar a criação de uma rede de contatos devemos refletir sobre nossa credibilidade, marca pessoal, visibilidade e capital social. A probabilidade de oportunidades, como indicações e recomendações que você atrai como estabelecedor de contatos pode ser definida pela seguinte equação:

    Oportunidade = Credibilidade x (Marca Pessoal + Visibilidade + Capital Social). Onde:

    – Credibilidade representa se você é um profissional digno de confiança e que possa ser recomendado;
    – Marca pessoal representa como você se apresenta ao mundo, como é encontrado e sua “comercialidade” no que é capaz de fazer;
    – Visibilidade representa o quão você é confiável em suas redes de relacionamento para que seus contatos lembrem de você e o recomende, ou seja, como é visto por seu público-alvo;
    – Capital Social representa o quanto você ajuda e se oferece a auxiliar os outros gerando influência e o alcance atingido por você dentro de sua rede de contatos. Capital social é uma “conta imaginária” que se acumula à medida que você é útil aos outros.

    Portanto, caso esteja vendendo muito por engano enquanto tenta estabelecer contatos, irá tornar-se impopular e comprometerá sua credibilidade em vez de criar uma rede de contatos eficaz. Tenha me mente que, independente das relações presenciais ou on-line, uma coisa é certa: trate os outros com cortesia e respeito. Os frutos virão!

     



    Escreva um comentário