Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO
Cidades

Judoca de Rondônia representa o Brasil em competição

Em 2018, Amanda conquistou a medalha de ouro na Copa Europeia Internacional de Judô, na categoria 44k

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 30/05/2019 às 07h42min

Se preferir, ouça a versão em áudio
0:00/ 0:00

A judoca rondoniense Amanda Arraes, duas vezes medalha de bronze em Mundial sub 18 de 2017 e no seu primeiro sub 21 em 2018, embarcou nesta quarta-feira (29) para Leibnitiz (Áustria) para participar da Copa Europeia Internacional de Judô que será realizada nos dias 1º e 2 de junho. Continuar lendo

Revelada nos Jogos Escolares de Rondônia (Joer) e nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) como estudante da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Clodoaldo Nunes de Almeida, localizada em Cacoal, Amanda conquistou os primeiros lugares nos anos que participou das competições.

O surgimento da ex-estudante da Escola Clodoaldo Nunes de Almeida ocorreu no projeto do sensei Antônio Marques Nunes Vieira Nunes – Sensei Nunes, que conhecendo o potencial técnico da atleta, deu total apoio e a levou para treinar judô na Nunes Associação Esportiva de Cacoal.

Em 2018, Amanda conquistou a medalha de ouro na Copa Europeia Internacional de Judô, na categoria 44k, mas, segundo o sensei Nunes, agora a atleta rondoniense subiu de categoria e vai lutar na 48k, onde é atualmente a terceira no ranking do Brasil. Queremos que ela consiga a medalha e pontuar no ranking e, desta forma, disputar o seu terceiro mundial da categoria que será realizada em Marakesch (Marrocos)”, asseverou Nunes.

Atualmente, a judoca estava treinando no Sogipa e Grêmio Naútico União Clube (Porto Alegre – RS). Na Sogipa, o sensei Antonio Carlos (Kiko) treinou a atleta e no Grêmio Naútico, os senseis Rafael Garcia, Leandro Freire e Carla Oliveira foram responsáveis pela preparação técnica de Amanda.

O sensei Nunes afirma que a Copa da Áustria é uma das maiores competições Europeia onde estarão participando quatro Continentes, 34 países, 213 mulheres e, na categoria da Amanda, 21 adversarias. Para chegar à medalha terá que vencer entre 4 a 5 combates. E quem quiser assistir será transmitido sábado a partir das 3h da madrugada horário de Rondônia.

Acreditando no sonho olímpico, Amanda destaca o apoio que vem recebendo nos últimos anos da Naec, Concreço da Amazonia, Construtora Ariuuanã, GrupoCal, Eucatur e Fejur.  “Sem esses apoios seria difícil competir em nível nacional e internacional e o meu objetivo maior é levar o nome de Rondônia ao lugar mais alto do pódio”, almeja Amanda.


Escreva um comentário