Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO
Cidades

Igreja mobiliza comunidade para doação de sangue em RO

Indiferente de uma ação isolada, o projeto faz parte do Ministério de Ação Social (MAS) da Igreja

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 28/05/2019 às 07h55min

Se preferir, ouça a versão em áudio
0:00/ 0:00

Com o objetivo de facilitar o acesso e conhecimento sobre doação de sangue à comunidade local, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) apoiou mais um projeto externo para coleta e abastecimento do Banco de Sangue. O Projeto “Doe Sangue, Doe Vida”, da Igreja Batista às Nações, aconteceu pela primeira vez no sábado (25), na instituição, localizada no bairro Mato Grosso, em Porto Velho. Continuar lendo

Indiferente de uma ação isolada, o projeto faz parte do Ministério de Ação Social (MAS) da Igreja, e tem a finalidade de auxiliar a Fhemeron com doações de sangue, envolvendo os membros da igreja e a comunidade. “Pretendemos a cada três meses coletar pelo menos 100 bolsas de sangue”, expectou a coordenadora do projeto, Noêmia Fernandes.

Moradores do Bairro Mato Grosso e arredores, agradeceram a iniciativa, que partiu da Igreja local, de aproximar a Fhemeron da comunidade. “Muitos não podem ir à Hemeron, e as pessoas mais próximas na comunidade podem doar. Sinto no coração o desejo de doar para quem precisa”, afirmou Ailton Alves, doador de sangue fiel, desde quando servia ao Exército Brasileiro.

Para a coordenação de captação da Fhemeron, a Igreja é mais um canal de doação que possibilita tranquilidade ao Banco de Sangue. “Quando uma igreja se compromete a ajudar a promover a doação de sangue, fortalece a ideia da doação voluntária e aumenta o estoque das bolsas”. A doação de sangue é mais um dos serviços ofertados pela igreja, que também atua com arrecadação e doação de alimentos, doações de roupas, viabilidade de atendimentos médicos e jurídicos, entre outros. “Graças às campanhas divulgadas, a Fhemeron respira melhor, mas como se trata de voluntariedade, sempre precisaremos de doadores, sendo a missão, além de manter sangue para toda a comunidade, de fidelizar o nosso doador”, completou Maria Luíza.

A Fundação organizou, junto ao MAS, as salas de atendimento para a coleta, com estrutura própria de trabalho, médicos, enfermeiros e servidores para apoiar todo o processo, que aconteceu durante a manhã de sábado. Os candidatos doadores passavam pela triagem, com atendimento básico e informações, seguiam para uma breve entrevista para conhecimento do histórico médico, doavam o sangue e finalizavam com um lanche servido pela Igreja.

O Pastor Presidente da Igreja Batista às Nações, Fábio Ramos, também foi um dos doadores no final de semana. “O sangue é a vida. Se temos compreensão da salvação pelo sangue, podemos compartilhar e ampliar a vida. Queremos servir a sociedade, pois não existe igreja só com palavras. Vamos doar para que outros possam viver também”, declarou.


Escreva um comentário