Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO
Política

Governo já se prepara para combate às queimadas em RO

A previsão da Sedam é lançar a Campanha de Combate às Queimadas no próximo mês de junho

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 29/05/2019 às 07h47min

Se preferir, ouça a versão em áudio
0:00/ 0:00

Com a proximidade da estiagem na região, Rondônia já se prepara para combater às queimadas, frequentes nessa temporada do ano. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), contidos no Plano de Gestão Ambiental de Prevenção e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais, do Governo do Estado, seis municípios apresentam maior incidência, correspondendo a 64% dos focos de calor e por 69% de toda a área desmatada do estado. Continuar lendo

O Plano, criado a partir de uma determinação monocrática do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para a redução dos índices, prevê ações integradas entre a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sedam), Batalhão de Polícia Ambiental, Defesa Civil, Prevfogo, Corpo de Bombeiros Militar e prefeituras municipais, com ações ainda mais veementes nas cidades de Porto Velho, Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Machadinho do Oeste, Buritis e Cujubim. Porto Velho, entre todos os municípios, foi o que mais registrou focos de calor segundo relatado no Plano, sendo o primeiro por proporcionalidade.

A previsão da Sedam é lançar a Campanha de Combate às Queimadas no próximo mês de junho. “Já fizemos até uma prévia da campanha no penúltimo dia da feira Rondônia Rural Show, com a presença do governador Marcos Rocha no estande da Sedam. Para o lançamento oficial estamos alinhando com os órgãos envolvidos, inclusive apresentando a aeronave que foi adquirida pelos Bombeiros, no valor de R$ 15 milhões por meio do Fundo Amazônia, e que será utilizada também para fim de monitoramento das queimadas”, explicou o coordenador de Educação Ambiental da Sedam, Fábio França.

“Nós queremos alcançar e conscientizar a população sobre os danos e, assim, diminuir os índices a serem apresentados no próximo ano”, declarou o coordenador de Educação Ambiental, Fábio França.

O coordenador diz que Rondônia está entre os estados que mais registraram queimadas desde 2013, e que já aconteceram reuniões com os secretários municipais de meio ambiente e educação de cinco das cidades onde os índices são de maior incidência, faltando apenas Buritis. “A proposta é criarmos as comissões interinstitucionais municipais de educação ambiental, que servirá para a discussão e trabalho das políticas e programas voltados ao tema, contando com todos os órgãos e instituições parceiras, inclusive a sociedade civil, que deve também compor às comissões”.

Fábio esclarece que, agora, o período é de transição entre o chuvoso e a estiagem, mas em junho os focos já começam a aparecer, quando a campanha será mais uma ação para prevenir e combater a prática de queimadas, principalmente nos seis municípios que apresentaram maior número de casos. “Nós queremos alcançar e conscientizar a população sobre os danos e, assim, diminuir os índices a serem apresentados no próximo ano”, finalizou.


Escreva um comentário