Rede TV! Rondônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto RedetvRO
Política

Vereador de Jipa, que teria comprado votos em aldeia indígena, é cassado

A denúncia investigada diz que Marcelo deu cerca de R$ 20 mil ao cacique da aldeia e ao seu filho para que o ajudasse na obtenção de votos

Por Da Redação
A- A+

Publicado: 18/06/2017 às 14h59min | Atualizado 18/06/2017 às 18h50min

Segundo a denúncia, Marcelo teria dado R$ 20 mil ao cacique da aldeia para conseguir votos entre os indíos (Foto: Rede Social)

Marcelo Lemos do PSD, eleito para o cargo de vereador na última eleição municipal, teve seu diploma cassado e também foi penalizado com oito anos de inelegibilidade em função da prática de abuso de poder econômico e da obtenção ilícita de votos de índios da aldeia Suruí.

A sentença foi dada em função de uma investigação feita em virtude de uma denúncia apresentada pelo candidato concorrente à Casa de Leis, Cristiano Matos (PSDB). Em sua denuncia, Cristiano disse que, depois que foi dada como encerrada a apuração dos votos na Zona Eleitoral destinada a atender os índios Suruí, percebeu que 70% dos votos haviam sido destinados ao candidato Marcelo Lemos.

Crime

A denúncia investigada diz que Marcelo deu cerca de R$ 20 mil ao cacique da aldeia e ao seu filho para que o ajudasse na obtenção de votos entre os índios. Além deste episódio, a denúncia diz também que Marcelo promoveu festas na aldeia fornecendo grandes quantidades de carne na época de sua campanha. Marcelo prometeu, segundo a denúncia, lutar por destinação de recursos e benefícios aos índios, caso fosse eleito com o apoio massivo da aldeia.

 

Citado Continuar lendo

Há duas semanas a equipe de jornalismo investigativo do programa “Plantão de Polícia” da RedeTV de Ji-Paraná conseguiu ter acesso à gravação do depoimento de Joseph Newton, investigado por diversos casos de corrupção e de desvio de recursos do Sindicato dos Servidores Municipais, onde Marcelo Lemos é citado como beneficiário de recursos que foram desviados e utilizados para a compra de combustível pra ser usado na campanha eleitoral. Além de Marcelo, Joseph citou o vereador Josiel Carlos de Brito (PMDB) como sendo outro beneficiário também.

Nota do vereador:


Escreva um comentário